Publicidade

Correio Braziliense

Cuba autoriza emprego privado

Permissão vale para restaurantes familiares, locação de casas e serviços de transporte


postado em 25/09/2010 08:41

Disposto a reduzir o peso do Estado na economia da ilha, o governo de Cuba decidiu autorizar o emprego privado em 178 atividades, incluindo pequenos restaurantes e locação de casas. O anúncio feito ontem faz parte do plano do presidente Raúl Castro de estimular o trabalho autônomo por parte dos 500 mil servidores públicos que serão demitidos nos próximos meses. Cuba quer que eles se tornem empreendedores. Incentivos fiscais e oferta de crédito a esse contingente estão sendo analisados pelo Banco Central cubano. Atualmente, há cerca de 143 mil pequenos empresários em Cuba, a maioria remanescente de um experimento anterior, realizado na década de 1990 como reação à crise que afetou o país após a derrocada da antiga União Soviética. Segundo fontes do Partido Comunista, Castro emitirá 250 mil novas licenças. A lista de atividades autorizadas inclui restaurantes familiares, locação de casas e serviços de transporte, massagem, jardinagem e sapataria, entre outros. Uma das novas medidas de flexibilização do trabalho por conta própria prevê a ampliação de 12 para 20 lugares nos "paladares", os pequenos restaurantes particulares. A vice-ministra do Trabalho e Previdência Social, Admi Valhuerdi, disse ao jornal oficial Granma que será autorizada também a locação de residências aos cubanos que têm permissão de residir no exterior ou os que vivem na ilha, mas viajam para fora do país por mais de três meses.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade