Publicidade

Correio Braziliense

Bancos em greve deixam casas lotéricas lotadas


postado em 07/10/2010 19:52

Rio de Janeiro - Os bancários completaram nesta quinta-feira (7/10) o nono dia de greve, deixando mais de sete mil agências fechadas em todo o país. No município do Rio de Janeiro, 651 agências aderiram à paralisação e mantém apenas os caixas eletrônicos em funcionamento.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Bancários do Rio, Almir Aguiar, os banqueiros têm condições de arcar com a reivindicação de 11% de reajuste sobre todos os vencimentos da classe. Para ele, os banqueiros propõe um aumento “irrisório” de 4,29%.

Ele disse ainda que, se o percentual não chegar a 11%, os banqueiros terão que compensar em outras reivindicações, como geração de emprego, saúde, condição de trabalho e segurança bancária, entre outras.

Com a maioria das agências fechadas, as casas lotéricas ficam superlotadas. Uma parte da população prefere pagar as contas nas lotéricas a ir aos caixas eletrônicos. Alguns alegam que não confiam nas máquinas de auto-atendimento, mas reclamam da falta de segurança a que estão sujeitos nas filas das lotéricas.

De acordo com o subsecretário do Procon-RJ, José Fernandes, o consumidor deve pagar as contas em dia, apesar da greve dos bancários, para não sofrer com os juros cobrados de quem atrasa o pagamento o vencimento. A maioria dos boletos tem códigos de barra e pode ser paga em caixas eletrônicos, casas lotéricas e correspondentes bancários. Caso o consumidor não consiga pagar alguma conta em função da greve, deve procurar o Procon e registrar a queixa.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade