Publicidade

Correio Braziliense

Brasil cria 246.875 empregos com carteira assinada em setembro


postado em 19/10/2010 12:22 / atualizado em 19/10/2010 14:30

No mês de setembro foram registradas 246.875 novas vagas com carteira assinada. Apesar do resultado positivo, não houve recorde. Segundo dados divulgados nesta quarta-feira (19/10) pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho, a meta de criação de 2,5 milhões de vagas foi mantida.

Para o ministro do Trabalho, Carlos Lupi, esse resultado menor na comparação com o mesmo período do ano passado se justifica por uma redução nas contratações temporárias em Minas Gerais e São Paulo no setor da agricultura.

Em agosto, foram gerados 299.425 empregos. O setor que teve o maior crescimento em setembro foi o de serviços. No acumulado do ano, são 2,2 milhões de novas vagas.

Proposta para aumento de salário
Durante a coletiva, Lupi comentou sobre a proposta do candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra, de elevar, já no ano que vem, o salário mínimo de R$ 510,00 para R$ 600,00. O ministro esclareceu que, pela previsão do PIB, até 2012 o mínimo deve alcançar R$ 606. Para conseguir aprovar uma o aumento em R$ 600 já em 2011, Serra terá primeiro que conseguir apoio da maioria no Congresso.

O ministro lembrou que o salário mínimo para 2011, que já está definido pela Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), é de R$ 538,15. A LDO já está no Congresso Nacional para ser votada.

Com agências.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade