Publicidade

Estado de Minas

Governo fará auditoria na folha de pagamento do funcionalismo


postado em 09/02/2011 18:25

Para atingir a meta de redução de gastos de custeio, a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, anunciou hoje (9) uma série de medidas. A principal delas é a contratação de uma auditoria externa para verificar as folhas de pagamento. Um decreto determinará a redução de gastos administrativos em 2011.

Com isso, haverá uma redução de 50% em diárias e passagens, além de limitações ao processo de autorizações. A compra, reforma ou aluguel de imóveis e aquisição de novos veículos para uso administrativo está proibida.

Segundo a ministra, o governo vai dar continuidade a vários processos que estavam em andamento para atingir esse objetivo, entre eles o aprimoramento de um novo sistema de alerta de auditoria da folha do funcionalismo público, que deve entrar em operação em outubro. “Estamos parametrizando [classificando a partir de certos parâmetros] uma série de itens da folha. Se estiver fora do parâmetro, vamos ver se justifica ou não. É um sistema importante para auxiliar trabalho de auditoria interna”, disse.

Outro sistema vai verificar indícios de irregularidades no acúmulo de cargos e de aposentadoria. Para operacionalização do sistema, cruzamentos de dados do governo federal com os de estados e do Distrito Federal serão feitos semestralmente.

Até o momento, 13 unidades da Federação aderiram ao programa de cruzamento de dados do cadastro federal, disponível pelo Sistema Integrado de Administração de Recursos Humanos (Siape), que foi disponibilizado em janeiro.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade