Publicidade

Estado de Minas

Terceirizados do Ministério das Cidades continuam sem receber


postado em 24/02/2011 18:41

A varredura no Ministério das Cidades ainda não resolveu o problema dos teceirizados do órgão, que estão sem receber o pagamento do mês há 18 dias. Nesta quinta-feira (24/2), o gestor do contrato com a Orion, José Maria Martins, deixou o cargo por conta dos atrasos. No último dia 18, o coordenador-geral de Recursos e Logística do Ministério das Cidades, Renato Stoppa, foi exonerado pelo mesmo motivo. Os funcionários prejudicados, que estavam de braços cruzados desde o dia 14 deste mês, voltaram às atividades a pedido do ministério. "Solicitaram a nossa volta e disseram que já estavam resolvendo o problema, mas até agora nada", relatou uma terceirizada, que preferiu o anonimato. Além do atraso, os 300 terceirizados amargam a falta de auxílio-alimentação e transporte, ausência de depósito das contribuições previdenciárias há pelo menos três meses

  • Tags
  • #
Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade