Publicidade

Estado de Minas

Recessão no Japão é ainda mais grave do que estimativa inicial


postado em 09/09/2011 09:49

Tóquio - A recessão da economia japonesa no segundo trimestre de 2011 foi mais severa que a estimativa inicial, poucos meses depois do terremoto e tsunami de 11 de março e em um contexto de desaceleração do crescimento mundial.

O Produto Interno Bruto (PIB) da terceira maior economia mundial registrou contração de 0,5% entre abril e junho na comparação com o trimestre anterior, contra 0,3% da primeira estimativa.

O retrocesso em ritmo anual foi de 2,1%, contra 1,3% calculado inicialmente, anunciou o governo.

Este é o terceiro trimestre seguido de contração da economia japonesa, provocada desta vez por uma queda das exportações.

As empresas acumulam problemas desde o tsunami que devastou a região de Tohoku (nordeste do arquipélago) e deixou 20.000 mortos e desaparecidos.

Além disso, a incerteza sobre o crescimento mundial, reforçada pelos problemas europeus de endividamento, podem limitar a magnitude da aguardada recuperação a médio prazo da economia japonesa.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade