Publicidade

Estado de Minas

Todas as operadoras de celular terão que apresentar plano de qualidade


postado em 19/07/2012 16:02 / atualizado em 19/07/2012 17:58

Todas as operadoras de serviço de telefonia celular no país deverão apresentar plano de investimento e melhoria da qualidade dos serviços de rede e do atendimento dos call centers para os próximos dois anos.

A informação é do superintendente de Serviços Privados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Bruno Ramos, que neste momento está reunido com representantes da Claro, uma das três empresas de telefonia celular que ontem (18/7) tiveram suspensa a autorização para comercializar chip e modem 3G.

Na reunião, estão sendo apresentadas as premissas que o plano de ação deverá seguir. Conforme Bruno Ramos, as orientações variam de empresa para empresa. “Vamos acompanhar passo a passo”, promete o superintendente. A Anatel também terá encontros com a TIM (já marcada para as 16h30) e com a Oi (horário a confirmar).

Além das três empresas punidas pela Anatel, também deverão apresentar seus respectivos planos a operadora Vivo e duas outras prestadoras locais de telefonia celular em Minas Gerais e no Paraná.

Para o superintendente da Anatel, a decisão de suspensão é “dura”, mas “vai mudar paradigma” e as operadoras já “entenderam” as exigências da Anatel.



Leia mais notícias de Economia


Apesar de reconhecer que a medida de suspender as três operadoras foi extrema, Bruno Ramos salientou que a avaliação de qualidade da Anatel é contínua e que a agência já havia sinalizado para essas empresas a insatisfação quanto à continuidade dos problemas.

Perguntado pela Agência Brasil, o superintendente afirmou que as reclamações contra as operadoras não afetarão as concessões para a internet móvel rápida (4G), cujo primeiro contrato de concessão será assinado no próximo mês.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade