Publicidade

Correio Braziliense

L'Occitane anuncia lançamento de nova marca no Brasil

A tradicional marca francesa de cosméticos inova com o lançamento de produtos típicos da Provance e cria uma nova marca com itens fabricados 100%


postado em 05/03/2013 13:27 / atualizado em 05/03/2013 14:08

São Paulo - De olho no mercado brasileiro de cosméticos -- o terceiro maior do mundo e que vem crescendo em média 10% ao ano por mais de uma década e meia --, a tradicional marca francesa de cosméticos L’Occitane está dando uma reviravolta em sua estratégia com produtos típicos da Provance e cria uma nova marca com itens fabricados 100% no Brasil.

A companhia, fundada há 35 anos e que está há 17 anos no país, anunciou nesta terça-feira (5) o lançamento da L’Occitane au Brésil, com mais de 100 novos cremes hidratantes, shampoos, condicionadores sabonetes e perfumes feitas com produtos regionais. Foram escolhidos biomas brasileiros que terão uma matéria-prima específica para cada uma das seis novas linhas: Amazônia, Cerrado, Caatinga, Mata Atlântica, Pantanal e Mata de Araucária. Os preços serão 30% a 40% mais baratos que a linha L’Occitane au Provence.

Leia mais notícias em Economia

Foram quase dois anos de estudos e desenvolvimento dos novos produtos que ganharão o mundo a partir de 2014. Em 15 de maio, eles estarão disponíveis primeiramente nas 89 lojas da marca espalhadas pelo país. Inicialmente, serão duas linhas com itens nacionais: o mandacaru, da Caatinga, com propriedades hidratantes, e o jenipapo do Cerrado, com características restauradoras. A fabricação será feita em parceira com quatro fornecedores locais. Os investimentos não são revelados, mas a empresa pretende ampliar em quase 40% o atual quadro de 450 funcionários. O grupo L’Occitane faturou 913,4 milhões de euros em 2012, valor quase 20% acima dos 772 milhões de euros no ano anterior. A companhia não informou a receita no Brasil, mas reconheceu que tem uma fatia menor que 5% dos R$ 30 bilhões que giram no mercado doméstico de cosméticos e higiene. “Nossa participação ainda é pequena, mas esperamos continuar crescendo em ritmo forte, ampliando nossas lojas e parcerias no país”, afirmou há pouco o presidente da L’Occitane do Brasil, Benjamin Beaufils, durante o lançamento da nova marca em São Paulo. Atualmente a companhia possui 89 lojas e, em breve, inaugurará a 90ª, mas o local não foi revelado.


Na avaliação da diretora da L’Occitane, Laura Barros, o Brasil é um país que já tem um histórico com a marca e esse foi um dos motivos para a ampliação da presença por aqui, aproveitando a biodiversidade brasileira. Ela conta que a primeira experiência nesse sentido foi ocorreu entre 2009 e 2010, quando a companhia lançou linhas com edição limitada à base de buriti e de cupuaçu. “O Brasil foi o terceiro mercado da L'Occitane fora França, quando foi iniciado o processo de internacionalização no fim da década de 1990. Nossa meta é lançar uma nova linha a cada três meses, e, daqui a um ano, iniciarmos as exportações desses produtos”, afirmou a executiva. Inicialmente, cada uma das lojas da marca no país terá uma estante com as novas linhas. A companhia, segundo ela, também pretende ampliar a presença nos shoppings brasileiros com quiosques da nova marca.

Olivier Baussan, fundador e diretor da L’Occitane, veio a São Paulo especialmente para o lançamento da nova marca. Amante das obras de Jorge Amado e da literatura de cordel do Nordeste, o empresário francês disse que está bastante otimista com o sucesso da empreitada, apesar de a economia brasileira não ter tido um bom desempenho em 2012, que cresceu apenas 0,9%. “O Brasil pode ter crescido pouco, mas teve um desempenho melhor que a França”, afirmou ele ao Correio, citando a recessão pela qual atravessa a Europa. A apresentação dos frascos e da identidade visual da nova marca contou com a colaboração de quatro artistas brasileiros: Andrés Sandoval, Manassés Borges, Marilda Castanha e Marcelo Rosembaum.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade