Publicidade

Estado de Minas

China precisa conter produção de aço e alumínio por excesso de produção

A China produziu um recorde de 716 milhões de toneladas de aço bruto no ano passado, alta de 3,1% sobre 2011. O volume corresponde a 46% da fabricação mundial


postado em 17/05/2013 09:11

A China precisa proibir a expansão adicional de setores industriais como aço e alumínio para resolver problema de excesso de capacidade produtiva, afirmou o vice-premiê do país, Zhang Gaoli. Os comentários foram publicados na quarta-feira, em meio a planos do governo que pretende estabelecer novas regras para o setor.

A China produziu um recorde de 716 milhões de toneladas de aço bruto no ano passado, alta de 3,1% sobre 2011. O volume correspondeu a 46% da fabricação mundial. O crescimento da siderurgia chinesa tem pressionado os preços do produto para baixo e reduzido as margens de lucro das usinas. O governo enfrenta resistência das províncias que dependem dessa indústria para gerar empregos e renda.

Leia mais notícias em Economia

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade