Publicidade

Estado de Minas

Apple se apresenta à Justiça pela acusação de aumentar preços de e-books

O grupo é o único a responder pelos atos perante os tribunais, já que as cinco editoras envolvidas preferiram um acordo amigável com as autoridades


postado em 03/06/2013 13:04

Nova York - A Apple se apresentou nesta segunda-feira (3/6) à Justiça em Nova York, acusada de ter conspirado com cinco grandes editoras nos Estados Unidos para elevar os preços dos e-books em detrimento dos consumidores.O julgamento, presidido pela juíza Denise Cote, teve início às 9h30 (10h30 no horário de Brasília). As audiências devem ser repartidas por três semanas, com apelações finais programadas para 20 de junho

(foto: Kimihiro Hoshino/AFP )
(foto: Kimihiro Hoshino/AFP )

O grupo é o único a responder pelos atos perante os tribunais, já que as cinco editoras envolvidas preferiram um acordo amigável com as autoridades. A francesa Hachette, as americanas HarperCollins (grupo News Corp) e Simon&Schuster (CBS), a britânica Penguin (Pearson) e uma subsidiária da alemã Bertelsmann, Macmillan, concordaram em mudar suas práticas e pagar um total de aproximadamente 170 milhões de dólares em multas e restituição aos consumidores lesados.

Leia mais notícias em Economia

A Apple é acusada pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos de desempenhar um papel central de coordenação em um acordo com as editoras para aumentar o preço dos livros eletrônicos ao preparar o lançamento em 2010 do seu tablet iPad. O mercado era então dominado pela Amazon e por seu Kindle, lançado em 2007. Mas a varejista online tinha imposto um preço de varejo de US$ 9,99, considerado muito baixo pelas editoras.

Segundo a acusação, a Apple obrigou seus consumidores americanos a "pagar dezenas de milhões de dólares a mais" por seus livros eletrônicos, fazendo os preços aumentaram para entre 12,99 e 14,99 dólares.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade