Publicidade

Estado de Minas

Aposentados fazem protesto em Portugal contra a redução das pensões

Após rejeitar a Corte Constitucional um texto que previa cortes de 10% das aposentadorias dos funcionários superiores a 600 euros mensais, o governo apresentou outro projeto que atinge todos os aposentados


postado em 22/01/2014 18:41

Lisboa - Centenas de aposentados saíram às ruas nesta quarta-feira (22/1) em Lisboa para protestar contra uma nova queda de suas pensões que o governo prevê, constatou a AFP. "Deixem de roubar quem passou a vida trabalhando", gritavam os manifestantes que caminharam até a sede do Parlamento na capital portuguesa, onde se examinava nesta quarta-feira um texto que prevê um aumento das contribuições sociais aos aposentados.

Mulher segura placa durante manifestação de aposentados contra as medidas de austeridade do governo, em Lisboa(foto: Rafael Marchante/Reuters)
Mulher segura placa durante manifestação de aposentados contra as medidas de austeridade do governo, em Lisboa (foto: Rafael Marchante/Reuters)

"Não temos que pagar o que outros roubaram", "Não ao confisco de nossas aposentadorias", diziam os cartazes que os manifestantes mostravam. "Minha aposentadoria já passou de 2.200 a 1.500 euros e isso nem sequer inclui a nova medida do governo. É um roubo", declarou Luisa Vitorino, ex-executiva da Portugal Telecom.

Leia mais notícias em Economia

Após rejeitar a Corte Constitucional um texto que previa cortes de 10% das aposentadorias dos funcionários superiores a 600 euros mensais, o governo apresentou outro projeto que atinge todos os aposentados. Este texto prevê que todos os aposentados que ganham mais de mil euros (ao invés de 1.350 até agora) terão que pagar a contribuição de solidariedade sobre as pensões.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade