Publicidade

Estado de Minas

Expectativa de especialistas do mercado quanto a crescimento do PIB pioram

Nível de confiança de empresários e consumidores cai aos menores patamares das séries históricas e mina o avanço da atividade


postado em 17/06/2014 06:05

Sandra Utsumi, do Espirito Santo Investment Bank, aponta novos fatores de risco, como a cotação do petróleo(foto: Edson Ges/CB/D.A Press - 4/12/07)
Sandra Utsumi, do Espirito Santo Investment Bank, aponta novos fatores de risco, como a cotação do petróleo (foto: Edson Ges/CB/D.A Press - 4/12/07)


As expectativas do mercado quanto ao crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) para este ano caíram fortemente nos últimos dias. Completando o mau humor, foram divulgados ontem diferentes índices que apontam perspectivas cada vez mais negativas de empresários e consumidores.

Leia mais notícias em Economia


O último boletim semanal Focus, do Banco Central (BC), apresentou média das expectativas de 1,24% de crescimento do PIB nesse ano, bem menor que o 1,44% da semana passada. O número já vinha apresentando queda: há quatro semanas, a previsão era de 1,62%. No caso da inflação, houve ligeira diminuição, de 6,47% para 6,46% quanto ao fechamento do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) no ano. Câmbio e dólar ficaram estáveis.

Para a economista-chefe da XP Investimentos, Zeina Latif, as previsões de instituições financeiras foram influenciadas pela divulgação, na sexta-feira, do IBCBr de maio, com resultado de apenas 0,12%. O índice de atividade medido pelo BC tende a apontar, antecipadamente, a tendência para o resultado do PIB. Cresceram as apostas de um resultado negativo no segundo trimestre.

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade