Publicidade

Estado de Minas

Mantega confirma que anunciará medidas de incentivo à indústria na quarta

O encontro com empresários, amanhã, será realizado dois dias depois da CNI anunciar que a confiança do empresário industrial caiu


postado em 17/06/2014 12:06

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, confirmou nesta terça-feira (17/6) que medidas serão anunciadas amanhã durante Fórum Nacional da Indústria. O encontro estrá previsto para ocorrer no Palácio do Planalto, às 15h. Mantega não antecipou que tipo de incentivo pode ser apresentado ao setor industrial.

Guido Mantega não antecipou que tipo de incentivo pode ser apresentado ao setor industrial(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
Guido Mantega não antecipou que tipo de incentivo pode ser apresentado ao setor industrial (foto: Ed Alves/CB/D.A Press)

“Nós ainda estamos elaborando as medidas. Falo com vocês amanhã [sobre as medidas]", disse. Diante das insistência dos jornalistas que fazem a cobertura diária no Ministério da Fazenda para que as mudanças fossem anunciadas, o ministro respondeu bem humorado: Posso falar com vocês hoje às 16h30 [horário do jogo entre Brasil e México]”. Ele não quis fazer nenhum prognóstico sobre o resultado da partida que abre a segunda rodada da Copa do Mundo, em Fortaleza, às 16h, pelo Grupo A no Castelão, em Fortaleza. Mantega deve assistir ao jogo no Ministério da Fazenda, em Brasília.

Leia mais notícias em Brasil

O encontro com empresários, amanhã, em Brasília, será realizado dois dias depois da Confederação Nacional da Indústria (CNI) anunciar que a confiança do empresário industrial caiu para o nível mais baixo, em mais de quatro anos. Segundo levantamento divulgado pela CNI, o Índice de Confiança do Empresário Industrial registrou 47,5 pontos em junho.

Com o resultado deste mês, o indicador está no mesmo nível de janeiro de 2009, auge da crise financeira internacional. De acordo com a CNI, a desconfiança só não é menor do que a registrada em janeiro de 1999, quando o país enfrentava a crise cambial provocada pela desvalorização do real. Naquele mês, o índice chegou a 46,5 pontos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade