Publicidade

Estado de Minas

Correio é finalista do prêmio MPT de Jornalismo com duas reportagens

Cerimônia de premiação dos vencedores está marcada para 11 de dezembro


postado em 06/11/2014 15:55 / atualizado em 06/11/2014 16:27

O Correio Braziliense é finalista na primeira edição do Prêmio MPT de Jornalismo, oferecido pelo Ministério Público do Trabalho, com duas reportagens. As repórteres Leilane Menezes e Helena Mader concorrem com o trabalho Cais do Abandono.

Em 12 dias, o Correio percorreu quatro estados, percorrendo mais de 8 mil quilômetros para mostrar a realidade de crianças e adolescentes que vivem em áreas portuárias brasileiras, muitas delas vítimas de exploração. Foram entrevistadas mais de 50 pessoas, para relatar os contrastes entre o desenvolvimento econômico dessas regiões e o atraso social.

Já os repórteres Guilherme Araújo e Simone Kafruni disputam a premiação com a série Terceirizadas: um golpe por dia na Esplanada. Durante três dias, o Correio abordou a farra das empresas prestadoras de serviços terceirizados na Esplanada dos Ministérios.

Na semana seguinte à publicação, a empresa que tinha os maiores contratos com órgãos do governo federal quebrou, deixou de pagar funcionários e obrigou vários ministérios a arcarem com o prejuízo. Um mês depois, a Advocacia-Geral da União criou uma série de novas regras para a contratação de terceirizadas, para evitar os golpes mostrados na reportagem.

No próximo dia 28, a organização do prêmio divulga os vencedores de cada região e a cerimônia final de premiação será em 11 de dezembro.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade