Publicidade

Estado de Minas

"Maquiagem de preço" é a principal reclamação sobre a Black Friday

No site Reclame AQUI, a principal queixa é sobre os preços que aumentaram repentinamente e agora voltaram para o preço original, camuflando um desconto na Black Friday


postado em 28/11/2014 09:21 / atualizado em 28/11/2014 10:00

A quinta edição da Black Friday - evento que promete descontos nas compras pela internet – começou oficialmente meia-noite desta sexta-feira (28/11), mas como muitos sites já antecipavam o dia de promoções, as ofertas vieram acompanhadas de muitas queixas.

Segundo o diretor de operações do Reclame AQUI, Diego Campos, a principal reclamação no site é sobre empresas que aumentaram os preços dos produtos repentinamente e agora voltam ao preço original por ser Black Friday. Um cliente de Salvador, por exemplo, relatou no site que verificou o preço de um computador com TV Digital por R$ 2.552 e que agora, poucos dias antes do anúncio da Black Friday, já aumentou em R$ 200.

Leia mais notícias em Economia

Para Campos, a antecipação dos descontos em uma semana ou até mesmo um mês foi prejudicial para o evento, pois deturpou o conceito da data, que já é consolidada nos Estados Unidos. "Além das empresas que aumentaram os valores dias antes da Black Friday, outras lojas virtuais, na ânsia de "sair da frente da concorrência", inventaram promoções que podem comprometer o sucesso do evento deste ano e nos próximos", explica.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade