Publicidade

Estado de Minas

Itamaraty atrasa planos de saúde

Redução de verbas e encarecimento do dólar prejudicam a assistência médica de funcionários do Ministério das Relações Exteriores lotados no exterior


postado em 30/11/2014 08:04

O contingenciamento de gastos imposto ao Ministério das Relações Exteriores (MRE) ameaça deixar os servidores da pasta lotados em outros países sem planos de saúde e seguros de vida e contra acidentes. Além disso, o encarecimento do dólar tem obrigado o Itamaraty a pagar mais por despesas triviais. Dessa forma, as parcelas do contrato com a uma seguradora internacional têm sido pagas com atraso.

O Sindicato Nacional dos Servidores do Ministério das Relações Exteriores (Sinditamaraty) afirma que a mensalidade de outubro dos planos de saúde e de seguros está atrasada. O MRE, porém, sustenta que as parcelas estão em dia. A presidente da entidade sindical, Sandra Nepomuceno, diz que o contingenciamento reduziu em 23% as receitas da pasta em 2014, afetando o atendimento a cidadãos brasileiros no exterior, além de impor a suspensão de consulados itinerantes.

Leia mais notícias em Economia

Além disso, ela relata que metade dos eventos culturais promovidos em outros países foi cancelada, e os atrasos no reembolso de despesas com residência funcional de servidores são constantes. Sandra ainda comenta que, há cinco anos, não são abertos concursos públicos para as carreiras de oficial e assistente de chancelaria, prejudicando a reposição dos quadros.

Ela acrescenta que o encarecimento do dólar e de outras moedas estrangeiras tem imposto às representações diplomáticas a necessidade de diminuir todo tipo de gasto. “Esperamos que não ocorram outros contingenciamentos porque o cenário é ruim. Viagens empresariais foram reduzidas ao mínimo e projetos de promoção turística e comerciais foram suspensos”, lamenta.

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade