Publicidade

Estado de Minas

Mais de 900 mil declarações do Imposto de Renda estão retidas na malha fina

O maior motivo de retenção em malha foi omissão de rendimentos, quando o valor informado pelo contribuinte e pela fonte pagadora não é o mesmo


postado em 09/12/2014 10:40

A Receita Federal divulgou que 937.939 declarações do Imposto de Renda estão retidas na malha fina. Desse total, 740,7 mil possuem restituição a receber, 174,3 mil tem tributo a pagar e 22,8 mil estão sem saldo de imposto a pagar ou restituição. Ontem, o Fisco divulgou o último lote de restituições. Logo, quem tem dinheiro a receber e não consta no lote, deve procurar a Receita.

O maior motivo de retenção em malha foi omissão de rendimentos, quando o valor informado pelo contribuinte e pela fonte pagadora não é o mesmo, responsável por 52% dos casos. Em segundo lugar, 20% das declarações tiveram problemas com o informe de despesas médicas. Outros 10% estão retidos por conta da ausência de Declaração de Imposto sobre a Renda Retido na Fonte (Dirf), que ocorre quando a pessoa declara um valro de imposto, mas quem pagou não apresenta a Dirf. Informações erradas sobre quantidade de dependentes ocupou o quarto lugar, com 7% das retenções em malha.

Leia mais notícias em Economia

O contribuinte pode consultar a situação da Declaração apresentada por meio do serviço Extrato do Processamento da DIRPF, disponível na página da Receita Federal da Internet. O serviço é acessível por certificado digital válido ou código de acesso, que pode ser gerado seguindo instruções na
própria página. Para isso, é necessário ter em mãos o número das duas últimas declarações.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade