Publicidade

Estado de Minas

"Ninguém come realmente de graça", diz Levy a internautas

O ministro disse ainda que apesar das mudanças em alguns benefícios sociais, o governo não irá mexer na aposentadoria por invalidez


postado em 09/01/2015 11:46 / atualizado em 09/01/2015 12:38

'A gente sabe que quando alguém passeia ou faz alguma coisa sem pagar, outra pessoa está pagando', afirmou o ministro(foto: Antonio Cunha/CB/D.A Press)
'A gente sabe que quando alguém passeia ou faz alguma coisa sem pagar, outra pessoa está pagando', afirmou o ministro (foto: Antonio Cunha/CB/D.A Press)
 

“Ninguém come realmente de graça”, disse o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, em resposta a questionamentos de internautas na manhã desta sexta-feira (9/1).

Perguntado se era seguidor da escola de Chicago, de onde saíram economistas famosos por propor profundas reformas na década de 1970, Levy afirmou que, apesar de algumas medidas não terem dado certo naquela época e de muita coisa ter mudado desde então, a frase “ninguém come realmente de graça” (ou não existe almoço grátis) “tem seu grão de verdade”.

“A gente sabe que quando alguém passeia ou faz alguma coisa sem pagar, outra pessoa está pagando. Então, essa frase é importante para quem está no governo. Tudo que o governo “dá”, é pago pelo contribuinte. Então, a gente tem que ter muito cuidado em como usa o dinheiro, para garantir que as as pessoas certas, às quais a lei dá o direito, serem as que receberão os benefícios que precisam”, disse.

Aposentadoria

A outro questionamento, o ministro respondeu que, apesar do corte de gastos e das mudanças em alguns benefícios sociais, como seguro-desemprego e abono salarial, o governo não irá mexer na aposentadoria por invalidez. “Esse direito não será mexido. O valor continuará sendo corrigido pela inflação”, disse. “As medidas de contenção acontecerão em outras áreas, exatamente para que o trabalhador e sua família tenham tranquilidade”, completou.

Leia mais notícias em Economia

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade