Publicidade

Estado de Minas

Indicadores da FGV que avaliam mercado do trabalho apresentam piora

Segundo a FGV, o resultado confirma uma tendência de piora no mercado de trabalho, já observada ao longo de 2014


postado em 12/02/2015 09:38

Dois indicadores de avaliação do mercado de trabalho da Fundação Getulio Vargas (FGV) tiveram piora na passagem de dezembro de 2014 para janeiro deste ano. O Indicador Coincidente de Desemprego, que considera a percepção dos consumidores sobre a situação atual do mercado de trabalho, piorou 4,8% no período. Segundo a FGV, o resultado confirma uma tendência de piora no mercado de trabalho, já observada ao longo de 2014.

O Indicador Antecedente de Emprego, que busca antecipar a tendência do mercado de trabalho nos próximos meses com base na opinião de consumidores e empresários da indústria e de serviços, caiu 2,4%.

Leia mais notícias em Economia

A queda foi puxada principalmente pela piora dos indicadores de tendência de negócios da indústria (que caiu 9,2%) e do setor de serviços (que recuou 7,6%). A avaliação dos consumidores sobre a disponibilidade de emprego futuro caiu 5,8%.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade