Publicidade

Estado de Minas

Sem acordo de preço mínimo para frete, caminhoneiros anunciam greve

A decisão foi tomada após reunião com os ministros do Transporte, Antonio Carlos Rodrigues, e da Secretaria-Geral da Presidência da República, Miguel Rossetto, na tarde de hoje


postado em 22/04/2015 19:18

Sem acordo com o governo sobre a tabela de preço mínimo para o frete, caminhoneiros anunciaram uma nova greve a partir da meia-noite de hoje. A decisão foi tomada após reunião com os ministros do Transporte, Antonio Carlos Rodrigues, e da Secretaria-Geral da Presidência da República, Miguel Rossetto, na tarde de hoje.

Segundo Rossetto, a criação de uma tabela impositiva seria uma medida inconstitucional. “Há um conjunto de variáveis que torna impraticável uma tabela obrigatória”, afirmou. O Planalto estaria disposto a negociar a criação de uma tabela referencial, considerada pelo ministro “um instrumento forte, indutor de um padrão de negociação adequado”.

Insatisfeitos com a posição do governo, os caminhoneiros responderam à proposta com gritos de “o Brasil vai parar”. Segundo lideranças da categoria, uma nova greve já estava sendo articulada. O governo vai acompanhar a possibilidade de paralisação, mas, seguro da aceitação da maioria da categoria às medidas já negociadas, não acredita que a greve tenha adesão.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade