Publicidade

Correio Braziliense

Auditores Fiscais protestam contra "trem da alegria" na categoria

Os auditores vão se reunir na sexta-feira (14/10) para decidir sobre uma possível paralisação geral da categoria


postado em 13/10/2016 16:00 / atualizado em 13/10/2016 16:01


Cerca de 150 auditores fiscais da Receita Federal estão fazendo um ato desde as 14h desta quinta-feira (13/10) no Ministério da Fazenda. A classe está revoltada porque o relatório do projeto de lei do deputado Wellington Roberto (PR-PB) desconfigurou a pauta não remuneratória que envolve autoridades e atribuições. Os auditores se consideram a única autoridade dentro da receita, mas o relator do projeto atendeu as reivindicações de duas categorias - os analistas tributários e administrativos da Receita.

Roberto permitiu que os servidores administrativos participem do "bolo de dinheiro" de um fundo para o pagamento de bônus por eficiência - além do salário mais de R$ 1 mil reais a partir de agosto para os auditores e R$ 1,8 mil para os analistas. Assim, os auditores temem que nos próximos anos esse valor caia pela metade.

Leia mais notícias em Economia


Os profissionais vão se reunir na sexta-feira (14/10) para decidir sobre uma possível paralisação geral da categoria contra o que eles chamam de "trem da alegria". Há protestos também contra Jorge Antonio Deher Rachid, secretário da Receita, a quem eles afirmam não fazer nenhum esforço pela categoria.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade