Publicidade

Correio Braziliense

Febraban: medidas anunciadas pelo governo seguem a orientação correta

A Federação destacou ainda a regulamentação da Letra Imobiliária Garantida, que amplia os instrumentos para oferta de crédito de longo prazo à construção civil e a melhora do registro de informações sobre as propriedades imobiliárias.


postado em 16/12/2016 11:55

Ainda de acordo com a entidade, a distribuição de parte dos resultados do FGTS entre os trabalhadores
Ainda de acordo com a entidade, a distribuição de parte dos resultados do FGTS entre os trabalhadores "é medida estrutural que sinaliza na direção de reduzir mecanismos de repressão financeira e poupança forçada" (foto: Antonio Cruz/Agencia Brasil - 15/12/16)
A Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) considerou positivas e favoráveis à recuperação econômica as medidas anunciadas na quinta-feira (15/12) pelo governo federal destinadas a aumentar a segurança na concessão de crédito, como a duplicata eletrônica.

"As medidas anunciadas seguem uma orientação correta, de buscar soluções estruturais aos problemas do País com redução de custos e aumento da eficiência, em lugar da criação de subsídios e protecionismo para permitir a convivência com altos custos e ineficiência", destacou o presidente da Febraban, Murilo Portugal, em nota.

A Federação destacou ainda a regulamentação da Letra Imobiliária Garantida, que amplia os instrumentos para oferta de crédito de longo prazo à construção civil e a melhora do registro de informações sobre as propriedades imobiliárias. "O conjunto das medidas reforça o compromisso do governo com a melhoria do ambiente de crédito e o aumento da eficiência e produtividade", frisa a Febraban, em nota.

Ainda de acordo com a entidade, a distribuição de parte dos resultados do FGTS entre os trabalhadores "é medida estrutural que sinaliza na direção de reduzir mecanismos de repressão financeira e poupança forçada".
 
Por Agência Estado 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade