Publicidade

Correio Braziliense

Jucá: antecipar tramitação da reforma trabalhista geraria desentendimento

Assim, Jucá defende que o projeto que será votado nesta terça-feira (6/6), na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) passe em seguida para a Comissão de Assuntos Sociais (CAS)


postado em 06/06/2017 11:07

O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), nega que esteja trabalhando para acelerar a tramitação da reforma trabalhista. Segundo o parlamentar, o rito combinado originalmente com a oposição será cumprido. Para o senador, a mudança de ritmo na tramitação "só geraria mais desentendimento"

Assim, Jucá defende que o projeto que será votado nesta terça-feira (6/6), na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) passe em seguida para a Comissão de Assuntos Sociais (CAS). Depois, o texto vai ser avaliado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). 

"Nós combinamos duas comissões de mérito e a CCJ para a constitucionalidade. A ideia é que saia daqui e vá para a CAS", disse Jucá, ao comentar que o mérito está sendo avaliado pelo relator do projeto na CAE, Ricardo Ferraço (PSDB-ES), e a legalidade será avaliada em seguida pela CCJ.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade