Publicidade

Correio Braziliense

Governo deve taxar importações de etanol em 17%

Objetivo é proteger a indústria nacional que não está conseguindo competir com as usinas dos Estados Unidos no mercado doméstico


postado em 20/06/2017 20:30

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, sinalizou aos deputados da Frente Parlamentar do Setor Sucroenergético que o governo deverá taxar as importações de etanol em 17% como forma de proteger a indústria nacional que não está conseguindo competir com as usinas dos Estados Unidos no mercado doméstico.
 
 
“O ministro disse que essa medida deverá ser discutida na próxima reunião da Camex (Câmara de Comércio Exterior), em 4 de julho, e há chances de essa barreira tarifária, que hoje não existe, ser implementada”, afirmou, em tom otimista, o deputado Sergio Souza (PMDB-PR), que participou de uma reunião com Meirelles na tarde desta terça-feira (20/6).
 
Ele reconheceu que a produção recorde de etanol nos EUA fez com que o preço do produto ficasse mais competitivo do que o nacional. O deputado informou ainda que o governo também deve estudar a volta da cobrança da Cide sobre a gasolina, como forma de tornar o etanol mais barato. De quebra, ele conseguirá aumentar a arrecadação que está em queda, mas Souza não informou qual seria impacto fiscal dessas medidas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade