Publicidade

Correio Braziliense

Conselho do Ministério Público desiste do aumento de 16% para procuradores

Iniciativa ocorre após os ministros do STF decidirem que não vão aumentar os próprios salários


postado em 10/08/2017 17:27

(foto: Breno Fortes/CB/D.A Press)
(foto: Breno Fortes/CB/D.A Press)

 
O Conselho Superior do Ministério Público Federal (CSMPF) desistiu de pedir aumento de 16% para os procuradores. A decisão foi tomada nesta quinta-feira (10/8), em uma reunião extraordinária convocada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot. A desistência ocorre após o Supremo Tribunal Federal recuar no aumento do salário dos ministros.

 
Com a decisão da suprema corte de não elevar os salário de seus integrantes, o aumento para os procuradores poderia ser declarado inconstitucional, por conta do teto salarial do serviço público ser baseado no salário dos integrantes da corte.
 
O aumento aos procuradores não estava previsto no orçamento enviado por Janot ao Congresso. No entanto, foi incluído na proposta por iniciativa da nova procuradora, Raquel Dodge.  

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade