Publicidade

Correio Braziliense

Câmara dos Deputados vende folhas de pagamento para Caixa e Banco do Brasil

Medida faz parte de uma série de ações que visam economizar R$ 457 milhões do orçamento da Casa


postado em 13/09/2017 13:31 / atualizado em 13/09/2017 13:45

(foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)
(foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)

 
A Câmara dos Deputados oficializou, no fim da manhã desta quarta-feira (13/9), a venda das folhas de pagamento dos funcionários da Casa para a Caixa Econômica e o Banco do Brasil. De acordo com o projeto, a casa economizará R$ 457,5 milhões de reais aos cofres públicos — sendo que mais de R$ 220 milhões desse total virão de diversos cortes no orçamento da casa.
 

Na presença dos presidentes da Caixa e do Banco do Brasil (que irão adquirir o contrato), o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, lembrou de recentes decisões do setor público — em especial a decisão da presidente do STF, Carmen Lúcia, de barrar os aumentos de salário do Judiciário — e argumentou que a política de privatizar algumas operações ocorrem para evitar o cenário de grave crise fiscal que atinge o Rio de Janeiro, no seu estado-natal. 

"Quando a gente trata das reformas, a gente trata de diminuir privilégios do setor público e também no setor privado", disse. "Entendemos, boa parte dos que estão aqui, que o setor privado tem sido mais eficiente que o setor público". 

Maia ainda destacou o valor simbólico da assinatura . "Talvez, esses valores não sejam o que vão resolver o problema do orçamento do governo (que tem previsão de R$ 159 bi em 2018), mas a Câmara dá um exemplo", disse, dirigindo-se ao ministro-chefe da Secretaria de Governo, Antônio Imbassahy, também presente no evento.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade