Publicidade

Correio Braziliense

Protesto que desabasteceu postos em Goiânia pode chegar ao Distrito Federal

A intenção é que a manifestação impeça que a gasolina e outros produtos cheguem aos estabelecimentos. Secretaria de Segurança Pública não confirma o protesto


postado em 15/11/2017 16:22 / atualizado em 15/11/2017 19:27

(foto: Luis Nova/Esp. CB/D.A Press)
(foto: Luis Nova/Esp. CB/D.A Press)
 
Protesto que desabasteceu postos de combustíveis de Goiânia e outras cidades do interior de Goiás pode chegar a Brasília nesta quinta (16/11). Um banner divulgado nas redes sociais convoca motoristas e consumidores a se manifestarem, a partir da meia noite, no Setor de Indústria e Abastecimento (SIA), em frente à Transpetro. A assessoria de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do DF não recebeu informações sobre o ato até a última atualização desta reportagem.
 

Segundo motoristas que organizam o movimento em Goiânia, o protesto em Brasília está sendo convocado pelo Sindicato dos Transportes Escolares do Distrito Federal (Sintresc-DF), pelo Sindicato do Motociclista Profissional do DF (Sindmoto-DF) e pelo Sindicato dos Trabalhadores Autônomos e Mototaxis do Distrito Federal (Sindmototaxi-DF). O Correio tentou contato contato com todas essas entidades para confirmar o ato, mas não obteve resposta. 

A intenção é que os manifestantes façam barreiras nas saídas da Transpetro, para evitar que os combustíveis sejam repassados às distribuidoras. "Venha. Grave seu vídeo. Poste nas redes sociais. Juntos somos fortes. Pelo DF. Pelo Brasil. Pelo povo", comunica o flyer. 

O movimento começou na capital goiana há quatro dias. Na região, há longas filas para abastecer, exatamente por falta de combustível nos postos. Motoristas, caminhoneiros e sindicatos bloqueiam as portas de distribuidoras por conta dos preços, que chegam a R$ 4,99 para a gasolina.

O Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis e de Lubrificantes do Distrito Federal (Sindibombustíveis-DF) demonstrou preocupação com a possibilidade de o cenário se repetir na capital federal. Segundo Daniel Costa, presidente da entidade, caso haja bloqueio, o DF também pode ficar desabastecido em 48 horas, a partir da meia noite desta quinta-feira (16/11). "A cidade estará desabastecida de gasolina, etanol e diesel", afirmou. "Não concordamos com esse tipo de ato que prejudica a população, nem mesmo com o aumento de preços da forma que está ocorrendo pela Petrobras”, completou.
 
Apesar da corrente que circula nas redes sociais, a Transpetro não confirma a manifestação no DF. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade