Publicidade

Correio Braziliense

Evento mostra como inteligência artificial amplia acessibilidade e inclusão

Bate-papo realizado na Ei! Comunidade de Aprendizagem para Empreendedores apresenta cases e soluções inovadoras que facilitam a vida de pessoas com deficiência


postado em 21/06/2018 20:25 / atualizado em 21/06/2018 22:05

Evento de lançamento do Instituto Inova Digital é realizado na Ei! Comunidade de Aprendizagem para Empreendedores, da Fundação Assis Chateaubriand(foto: Camila de Magalhães/FAC/D.A Press)
Evento de lançamento do Instituto Inova Digital é realizado na Ei! Comunidade de Aprendizagem para Empreendedores, da Fundação Assis Chateaubriand (foto: Camila de Magalhães/FAC/D.A Press)

 
Como a tecnologia pode ajudar pessoas com deficiência a terem mais autonomia e facilitar o acesso ao mercado de trabalho e atividades do dia a dia? Para apresentar cases de sucesso e soluções tecnológicas inclusivas, o Instituto Inova Digital realizou seu evento de lançamento na manhã desta quinta-feira (21/6) no espaço da Ei! Comunidade de Aprendizagem para Empreendedores, da Fundação Assis Chateaubriand.

Os convidados para falar sobre o tema Acessibilidade e Inclusão Digital foram Elias Abdala e Rogério Boros, da Microsoft, James Thurston, da G3ict – Iniciativa Global para Informação Inclusiva e Tecnologias da Comunicação, além de Rodrigo Badaró e Igor Tokarski, do Instituto Inova Digital. O bate-papo foi mediado por Fabricio Mota, advogado especialista em proteção de dados, e teve tradução em Libras (linguagem de sinais). Acompanharam o bate-papo representantes de organizações da sociedade civil, hospitais, Comitê Paralímpico Brasileiro, Centros Olímpicos e Paralímpicos do Distrito Federal e pessoas com deficiência.


Leitura da pupila é um exemplo

O uso da inteligência artificial foi destaque entre os exemplos trazidos pelos palestrantes, com soluções como óculos para pessoas com deficiência visual que reconhece imagens e as verbaliza, aplicativo que traduz simultaneamente áudios para vários idiomas de forma escrita, além de tecnologia para pessoas com mobilidade reduzida, que usam a leitura da pupila para escrever no computador. Na avaliação de Rogerio Boros, especialista em soluções de educação da Microsoft  para a América Latina, tecnologias como essas, aplicadas à educação, dão base para que as pessoas com deficiência venham a fazer parte do mercado de trabalho no futuro, consigam se destacar nas empresas que vão trabalhar ou na trajetória de vida que vierem a seguir.

Segundo o presidente do Instituto Inova Digital, Rodrigo Badaró, a ideia do evento foi dar visibilidade às soluções disponíveis, além de promover uma agenda positiva para que haja, eventualmente, uma mudança de leis e evoluções tecnológicas que incorporem definitivamente todas as pessoas que precisam. “Hoje a tecnologia precisa ser cada vez mais humana. E a melhor forma de evoluir com a tecnologia é dando acesso a todos”, observou.

Preparação para empreender

Além de compartilhar seu espaço com o ecossistema da cidade, a Ei! Comunidade de Aprendizagem para Empreendedores também oferece um curso que prepara empreendedores para encarar o mercado de forma mais disruptiva e humana, por meio de técnicas, ferramentas, experiências e o acompanhamento profissional necessário para quem quer desenvolver uma ideia, abrir um negócio, transformar sua empresa, desenvolver uma startup ou inovar no mercado. As inscrições para a Jornada Ei! podem ser feitas pelo endereço www.ei.org.br/jornadaei. A próxima turma começa em 9 de julho.

Sobre a Ei! – A Ei! Comunidade de Aprendizagem para Empreendedores é um ambiente de conexão, conhecimento e experiências inovadoras, que surgiu em agosto de 2017 para transformar empreendedores de dentro para fora. Nesta comunidade, acredita-se na força das conexões, no aprender fazendo, na criação coletiva, entre outros. Desde o ano passado, também são realizados diversos eventos que reúnem o ecossistema empreendedor da cidade. A Ei! está no FacebookInstagram e Twitter, com o perfil @ComunidadeEi

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade