Publicidade

Correio Braziliense

BR Distribuidora tem salto de 275,5% nos lucros, com ganhos de R$ 263 mi

Companhia, que levantou R$ 5 bilhões com a abertura de capital no fim do ano passado, teve resultado do segundo trimestre beneficiado pelos preços mais altos dos combustíveis


postado em 02/08/2018 12:15

Beneficiada pelos preços mais altos dos combustíveis, a BR Distribuidora registrou um salto de 275,7% no lucro líquido do segundo trimestre de 2018 na comparação anual, com ganhos de R$ 263 milhões. A receita líquida de abril a junho atingiu R$ 23,6 bilhões, com alta de 21,2% em relação a igual período do ano anterior. O volume de vendas, no entanto, caiu 4,2%, para 10 milhões de metros cúbicos.

“O efeito da greve (dos caminhoneiros, que resultou em desabastecimento nos postos) ficou resumido aos ajustes nos estoques de diesel, gerando uma perda de aproximadamente R$ 200 milhões, o que corresponde a uma redução de cerca de R$ 20 por metro cúbico”, explicou a companhia.

O resultado operacional medido pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado somou R$ 508 milhões, alta de 5,6% na comparação anual. “Mesmo enfrentando impactos gerados pela greve dos caminhoneiros”, justificou a distribuidora da Petrobras. A estatal de petróleo divulga o seu balanço na sexta-feira, a partir das 9h.

A BR Distribuidora abriu o capital no final do ano passado em uma oferta inicial de ações (IPO) no qual a Petrobras abriu mão de quase 30% de sua participação na empresa. Após levantar cerca de R$ 5 bilhões no IPO, a BR começou a operar as ações na Bolsa de Valores de São Paulo (B3) em 15 de dezembro do ano passado.

Cartel

Na quarta-feira (1º/8), a BR informou que a Justiça Federal do Distrito Federal havia determinado o bloqueio dos R$ 263 milhões como medida preventiva para eventual ressarcimento dos prejuízos causados por supostos crimes investigados no âmbito da Operação Dubai, que investiga cartel no setor de combustíveis do DF. Mas disse, também, que não é ré no processo e que está adotando todas as medidas legais para liberação do valor bloqueado, que corresponde a todo lucro da companhia no segundo trimestre de 2018.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade