Publicidade

Correio Braziliense

Erdogan diz que EUA tentam esfaquear Turquia pelas costas com tarifas

A casa branca pronunciou que o aumento da tarifa sobre a importação de aço da Turquia de 25% para 50% entraria em vigor no primeiro minuto desta segunda-feira


postado em 13/08/2018 10:11 / atualizado em 13/08/2018 10:24

Erdogan acusa os Estados Unidos de tentar esfaquear a Turquia
Erdogan acusa os Estados Unidos de tentar esfaquear a Turquia "pelas costas" (foto: Kayhan Ozer/ Serviço de imprensa presidencial turca/ AFP)
 

Ancara, Turquia - O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, disse nesta segunda-feira (13/8) que os EUA tentam esfaquear a Turquia pelas costas com tarifas, acrescentando que seu país está sob um "cerco" que nada tem a ver com seus indicadores econômicos.

 

Na sexta-feira (10/8), o presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou no Twitter ter autorizado subordinados a dobrar as tarifas sobre a importação de aço e alumínio turcos, para 50% e 20%, respectivamente. À noite, a Casa Branca disse que o aumento da tarifa sobre a importação de aço da Turquia de 25% para 50% entraria em vigor no primeiro minuto do dia 13 de agosto.

 

Em uma aparente referência aos Estados Unidos, Erdogan disse "os valentões do sistema global não podem grosseiramente e descaradamente invadir nossos ganhos que foram pagos por sangue" Durante um discurso aos embaixadores turcos na capital, Ancara, Erdogan disse que a Turquia iria superar o "ataque" em sua economia.

 

Ele insistiu que a economia da Turquia continua forte e disse que sua moeda - a lira turca -logo se estabelecerá em "nível mais razoável". Os comentários do líder turco vieram depois que autoridades iniciaram investigações em centenas de contas de mídias sociais, após relatos de que informações falsas ajudaram no derretimento da lira turca ante o dólar na sexta-feira. 

 

Erdogan disse que há um "terror econômico" sendo travado nas mídias sociais, acrescentando que os "traidores" serão punidos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade