Publicidade

Correio Braziliense

Caixa antecipa distribuição dos resultados do FGTS

Mais de 80 milhões de trabalhadores receberão R$ 6,32 bilhões na distribuição de lucros do fundo


postado em 27/08/2018 17:19 / atualizado em 18/09/2018 15:31

O crédito dos resultados estava previsto para o último dia do mês(foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
O crédito dos resultados estava previsto para o último dia do mês (foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)

A Caixa Econômica Federal antecipou o crédito do valor da distribuição dos rendimentos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). A partir de hoje (27/8), os beneficiários podem visualizar o valor referente aos lucros em relação à contribuição dada por cada trabalhador ao fundo. São 90,72 milhões de trabalhadores beneficiados que já tiveram esse valor creditado em mais de 258 milhões de contas vinculadas.

O depósito deste valor era previsto, inicialmente, para 31 de agosto. Desde o ano passado, conforme prevê a Lei nº 13.446/2017, 50% do lucro líquido da contribuição prestada no ano anterior passou a ser redistribuída para os trabalhadores  no final de agosto. O lucro líquido do FGTS de 2017 foi de R$ 12,46 bilhões, o que possibilitou a distribuição de R$ 6,32 bilhões. Os valores creditados nas contas são proporcionais ao saldo da conta vinculada até 31 de dezembro do ano anterior. 

A medida foi tomada para garantir aumento da rentabilidade do fundo, que atualmente, rende acima da inflação. Para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a previsão para a inflação é que ela se mantenha em 4,17% para esse ano. 

Como funciona o rendimento

O rendimento básico do fundo é determinado pela Taxa Referencial (TR) mais juros de 3% ao ano. Em 2016, o ganho atingiu 5,11%, ficando abaixo da inflação, que alcançou 6,29%. Entretanto, após a distribuição de R$ 7,3 bilhões de lucro — feita em 2017 —, os ganhos dos trabalhadores totalizaram 7,14%. No ano passado, a rentabilidade nominal do FGTS chegou a 3,61%, superando a variação do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), de 2,95%, o que não ocorria desde 2007. Com isso, os trabalhadores tiveram ganho real de 0,55%. 
 

Como sacar

O reforço do FGTS é uma boa notícia para o trabalhador. Com o patrimônio aumentado, ele poderá utilizar o recurso para diversos fins. Porém, o saque desse valor só é permitido em situações específicas, previstas na legislação. Como compra da casa própria, aposentadoria, demissão sem jsuta causa ou nos casos em que o participante tenha alguma doença grave, como câncer, por exemplo. Em outras hipóteses, o dinheiro extra permanecerá depositado na conta. Esse fundo funciona como uma forma de “poupança forçada”. 

Para acessar mais informações, a Caixa criou um serviço exclusivo online. No site www.resultadosfgts.caixa.gov.br, é possível acessar o valor disponível e obter mais informações sobre o procedimento de saque. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade