Publicidade

Correio Braziliense

Após resultado ruim do comércio, setor de serviços tomba 2,2% em julho

Segundo economistas, há um grande receio quanto às incertezas eleitorais, o que prejudica a confiança do empresário e do consumidor


postado em 14/09/2018 09:22

O setor de serviços desabou 2,2% em julho, na comparação com o mês anterior, quando tombou 3,4%. Os dados foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na manhã desta sexta-feira (14/9). No dia anterior, o instituto também mostrou que as vendas do comércio caíram 0,5% no mesmo mês. 

Segundo economistas, há um grande receio quanto às incertezas eleitorais, o que prejudica a confiança do empresário e do consumidor. No acumulado do ano, o setor de serviços caiu 0,8%, enquanto o recuo é de 1,2% em 12 meses. Em relação a julho de 2017, o setor de serviços caiu 0,3%. 

Quatro das cinco atividades analisadas retraíram. Foram elas: serviços auxiliares aos transportes e correio (-4%), serviços de informação e comunicação (-2,2%), serviços profissionais, administrativos e complementares (-1,1%) e outros serviços (-3,2%). Por outro lado, os serviços prestados às famílias cresceram 3,1%. O material de apoio da Pesquisa Mensal de Serviços está à direita desta página.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade