Publicidade

Correio Braziliense

Petrobras reduz valor da gasolina em 1,22% a partir de hoje nas refinarias

Preço do diesel permanece em R$ 2,3606. A redução, no entanto, pode demorar a chegar aos postos


postado em 09/10/2018 06:00 / atualizado em 09/10/2018 10:33

(foto: Andressa Paulino/Esp.CB/DA Press)
(foto: Andressa Paulino/Esp.CB/DA Press)


Para curar a ressaca das eleições, a Petrobras deu uma boa notícia aos consumidores. A estatal anunciou ontem que reduzirá o preço médio do litro da gasolina tipo A, a partir de hoje, para R$ 2,1889 nas refinarias. A queda é de 1,22%. O preço do diesel permanece em R$ 2,3606. A redução, no entanto, pode demorar a chegar aos postos.

“Cada posto tem seu próprio timing, e muitos podem estar pagando o combustível com a cotação do dólar de dias atrás”, observou Patrícia Agra, advogada da área de defesa da concorrência do escritório L.O. Baptista Advogados. O dólar é um dos elementos que determina o preço dos combustíveis produzidos pela Petrobras. O outro é a cotação do petróleo no mercado internacional.

“Com a previsão de Jair Bolsonaro (PSL) ser eleito presidente, o dólar deu uma boa recuada. O preço do barril do petróleo também se estabilizou. Isso estimulou a redução anunciada pela Petrobras”, explicou o professor de economia da Universidade de Brasília (UnB) Luciano Nakabashi.

Alguns postos do Distrito Federal já vinham jogando os valores cobrados nas bombas para baixo. De acordo com levantamento feito pelo Correio, em estabelecimentos do Setor de Indústrias Gráficas (SIG), o litro baixou R$ 0,10 — de R$ 4,875 para R$ 4,775. O consumidor, porém, continua insatisfeito. “É um absurdo pagarmos quase R$ 5 por litro. Com um salário mínimo tão baixo, a gasolina deveria estar em R$ 3, pelo menos”, argumentou o gráfico Carlos Rodrigues, 58 anos.

* Estagiária sob supervisão de Odail Figueiredo

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade