Publicidade

Correio Braziliense

Funcionários da Aerolíneas Argentinas entram em greve e voos são cancelados

Companhia anunciou cancelamento de 371 voos


postado em 26/11/2018 12:29

(foto: Eitan Abramovich/AFP)
(foto: Eitan Abramovich/AFP)

 
Diante do anúncio de greve de seus funcionários, a companhia aérea Aerolíneas Argentinas anunciou o cancelamento de todos os serviços previstos para esta segunda-feira (26/11), incluindo um total de 371 voos. A medida, de acordo com a empresa, afeta mais de 40 mil passageiros.

Por meio de comunicado, a Aerolíneas Argentinas informou que esta é a quarta paralisação realizada este mês por sindicatos que representam pilotos, funcionários de terra e operadores de torres de controle vinculados à estatal. Eles pedem, entre outras reivindicações, o pagamento da Cláusula de Compensação Inflacionária ou cláusula de gatilho, que deveria ter sido aplicada em setembro passado.

Ainda de acordo com a nota, os sindicatos informaram que a greve começaria a zero horas de hoje, mas não definiram um horário para o término da medida. Jornais locais, entretanto, indicam que a paralisação duraria 24 horas. “Diante da necessidade de proteger melhor seus passageiros, reprogramando seus voos da maneira mais ordenada possível, a Aerolíneas se vê obrigada a cancelar toda a operação pautada para esse dia”, informou a companhia.

A empresa solicitou que seus passageiros estejam atentos aos meios de contato registrados no momento da compra da passagem, seja e-mail ou telefone, pelos quais será feito o envio de informação sobre a reprogramação dos voos. Outra possibilidade para se informar sobre modificações nos voos é por meio do aplicativo Tripcase, que pode ser baixado em telefones celulares, ou pelo telefone 0800-761-0254.

“Passageiros afetados já têm disponível a possibilidade de modificar suas passagens para outras datas ou destinos durante um período de 30 dias, através da mesma via pela qual compraram. Também poderão solicitar a devolução dos valores pagos”, concluiu a Aerolíneas Argentinas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade