Publicidade

Correio Braziliense

Captação bancária em 2018 aumenta volume em 21%, diz B3

O dado considera os instrumentos CDB, DI, LCI, LF, LCA e RDB


postado em 07/01/2019 13:58 / atualizado em 07/01/2019 16:06

A variação do valor total de emissões de captação bancária em 2018 foi 21% maior do que no ano anterior, informou a B3, atingindo cerca de R$ 8,47 trilhões. O dado considera os instrumentos CDB, DI, LCI, LF, LCA e RDB.

O segmento contou com um novo produto, a Letra Imobiliária Garantida (LIG), que desde 21 de novembro, data do primeiro registro na B3, até 28 de dezembro, somou R$ 2 bilhões em volume - o que também corresponde ao estoque.

O produto de maior captação é o CDB, que segundo a B3 bateu sucessivos recordes no ano, chegando a um estoque de R$ 875 bilhões. O volume de emissões no ano de CDBs ficou em R$ 4,964 trilhões.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade