Publicidade

Correio Braziliense

Dólar bate R$ 4,00 com tensão sobre política local e no exterior

Às 9h32 desta quarta, o dólar à vista subia 0,52%, aos R$ 3,9963, após ter registrado máxima aos R$ 4,0063 (%2b0,75%)


postado em 15/05/2019 11:52 / atualizado em 15/05/2019 11:53

(foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil.)
(foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil.)
O dólar no mercado à vista registrou nova máxima na manhã desta quarta-feira, 15, aos R$ 4,0218 (+1,14%) no balcão, precificando cautela com o cenário negativo no Brasil e no exterior, segundo o operador José Carlos Amado, da Necton Investimentos. O dólar futuro para junho registrou máxima aos R$ 4,0280 ( 1,12%).

"Hoje juntaram-se os dois lados. Há tensão trazida pela guerra comercial entre Estados Unidos e China e desaceleração de indicadores chineses e muita incerteza interna diante da fraca articulação política do governo no Congresso, demora da reforma da Previdência e indicadores de atividade ruins, como o IBC-Br de março mostrando que o País está perdendo capacidade de produção", avalia o profissional.

Em Nova York, pouco antes do fechamento deste texto, segundo apurou o Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado), o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, disse a seguinte frase: "Sabemos o tamanho da crise fiscal e social e não vamos fugir da nossa responsabilidade."

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade