Publicidade

Correio Braziliense

Febraban quer concretizar transações financeiras instantâneas em 2019

Intenção foi anunciada durante a abertura da 29ª edição do Congresso e Exposição de Tecnologia da Informação das Instituições Financeiras


postado em 11/06/2019 20:15 / atualizado em 11/06/2019 20:17

O presidente da Febraban, Murilo Portugal(foto: Divulgação/Febraban)
O presidente da Febraban, Murilo Portugal (foto: Divulgação/Febraban)


São Paulo (SP) — O presidente da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), Murilo Portugal, disse, durante abertura da 29ª edição do Congresso e Exposição de Tecnologia da Informação das Instituições Financeiras (Ciab), que há um trabalho em conjunto com o Banco Central (BC) para tornar mais fáceis e rápidas as transações de pagamento. A intenção é conseguir concretizar a operação de transações financeiras instantâneas ainda em 2019. 

A edição deste ano tratou a inovação: “Conectado com o cliente. Contribuindo para a Sociedade”. O evento começou nesta terça-feira (11/6) e terminará na próxima quinta (13/6), contando com a presença de centenas de exposições, palestras e apresentações. Entre os temas, o Ciab tratou de meios de pagamentos, segurança cibernética, experiência do cliente, empreendedorismo e soluções digitais. 

Para um setor financeiro mais competitivo, Portugal ressaltou a necessidade de se investir em inovação e de adaptar o mercado às novas formas de consumo. Por ano, os bancos investem R$ 20 bilhões para novas soluções digitais. Também ressaltou que os bancos não concorrem só entre si, mas, também com as fintechs — que são startups do setor. Mesmo assim, ele entende que são ramos complementares para fomentar o desenvolvimento do mercado. 

“Os bancos não enxergam os clientes apenas como um número atrás de uma tela ou em um agência, mas sim como pessoas e como tal, temos investido em tecnologia para ajudar a oferecer a estes clientes os melhores serviços”, enfatizou Portugal.

O presidente da Febraban ainda ressaltou que a nova plataforma de cobrança para pagamento de boletos, que reduz fraudes e dá mais comodidade e segurança para os clientes, deve somar quase R$ 7 bilhões em transferências em 2019. 

Nos últimos três anos, 83 empreendimentos do sistema financeiro investiram mais de R$ 500 milhões nessa Nova Plataforma de cobrança. “Hoje, os boletos podem ser pagos mesmo após o vencimento, em qualquer banco, independentemente de qual instituição os emitiu”, disse.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade