Publicidade

Correio Braziliense

''Estamos despedalando'', diz Guedes sobre devolução de R$ 3 bi da Caixa

Governo usará recursos devolvidos pelos bancos públicos para resgatar a dívida pública


postado em 12/06/2019 13:20

(foto: Fabio Rodrigues Pozzembom/Agencia Brasil)
(foto: Fabio Rodrigues Pozzembom/Agencia Brasil)
Cumprindo promessa de campanha de "despedalar" os bancos públicos, o ministro da Economia, Paulo Guedes, anunciou, em conjunto com o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, a devolução inicial de R$ 3 bilhões para o Tesouro. O governo pretende utilizar recursos devolvidos por bancos públicos para resgatar a dívida pública.

"É importante dizer que não é jogar dinheiro para cima. O dinheiro volta para o Estado. Estamos despedalando. Com isso, estamos resgatando a dívida pública", afirmou Guedes, ressaltado que os R$ 3 bilhões retornados pela Caixa tinham custo anual de 18% ao ano.

Segundo o ministro, no total, os bancos públicos devem ao Tesouro R$ 86 bilhões, sendo R$ 41 bilhões da Caixa, R$ 36 bilhões do BNDES, R$ 8,1 bilhões do Banco do Brasil, R$ 1 bilhão do Basa e do BBB. 

Renegociação de dívidas

Pedro Guimarães lembrou que, em sua nova fase, a Caixa, desde a semana passada, iniciou um processo de renegociação de dívidas de pequeno valor (a maioria até R$ 1 mil) com desconto de 82,78%. 

"Existem mais de 100 mil débitos atrasados há mais de um ano. Nossa expectativa é dar mais oportunidade", afirmou. Mesmo sendo de tendência liberal, Guedes afirmou que, com esse mecanismo de devolução de recursos, os bancos públicos "vão se tornar mais fraternos". "Com a folga de capital, a Caixa está dizendo que é o banco do povo", afirmou.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade