Publicidade

Correio Braziliense

Prévia do PIB indica que economia começou segundo trimestre em queda

IBC-Br cai 0,47% em abril ante março, com ajuste, afirma Banco Central


postado em 14/06/2019 10:11 / atualizado em 14/06/2019 11:20

(foto: Lucas Pacífico/CB/D.A Press)
(foto: Lucas Pacífico/CB/D.A Press)
O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), que é considerado a prévia do Produto Interno Bruto (PIB), mostrou que a economia brasileira tombou 0,47% em abril. O resultado indica que o segundo trimestre do ano também começou no negativo, depois de o Brasil ter recuado 0,2% nos três primeiros meses do ano, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

De acordo com os dados do Banco Central, a atividade já havia recuado no mês anterior, quando encolheu 0,3%. O índice passou de 136,55 pontos para 135,91 pontos, entre março e abril. 

Caso o IBGE registre dois trimestres consecutivos de queda, o país entrará em recessão técnica. A queda no PIB ocorrida no primeiro trimestre deste ano reflete o desaquecimento da economia. Segundo analistas, a aprovação da reforma da Previdência mudará o cenário drasticamente, atraindo investimentos e, consequentemente, ampliando a oferta de emprego. 

O IBC-Br registrou variação de 0,72% no acumulado de 12 meses. Os economistas projetam que o PIB crescerá 1% em 2019.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade