Publicidade

Correio Braziliense

Baleia Rossi diz não querer que a reforma tributária atrapalhe a previdenciária

O parlamentar ainda indagou sobre a demora para criar uma comissão especial


postado em 14/06/2019 16:25 / atualizado em 14/06/2019 16:24

Baleia Rossi (MDB-SP), deputado federal(foto: Luis Macedo/Agência Câmara)
Baleia Rossi (MDB-SP), deputado federal (foto: Luis Macedo/Agência Câmara)
O deputado Baleia Rossi (MDB-SP), líder do bloco PP, MDB e PTB na Câmara, afirmou nesta sexta-feira (14/6), que há intenção de aprovar a reforma da Previdência em junho ou até o início de julho na comissão especial. Além disso, as lideranças querem finalizar a votação em dois turnos no plenário ainda no primeiro semestre. A partir do momento que a reforma sair da comissão especial, disse, a ideia é voltar a tocar a reforma tributária, por meio da PEC 45, da qual é autor junto com o Centro de Cidadania Fiscal.

"Não queremos que reforma tributária atrapalhe o bom andamento da reforma da Previdência. Por isso, depois de aprovada a admissibilidade do texto na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), estamos demorando para criar a comissão especial", comentou, durante seminário tributário promovido pela Federação das Empresas de Transporte de Carga de São Paulo (Fetcesp).

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade