Publicidade

Correio Braziliense

Novo PDV da Eletrobras deve ter mais de mil adesões até abril

Plano de demissões voluntárias deve ser implantado ainda entre 2020 e 2024


postado em 14/08/2019 06:00

(foto: Reprodução/Internet)
(foto: Reprodução/Internet)
Um novo plano de demissões voluntárias deve ser implantado na Eletrobras entre 2020 e 2024, segundo o presidente da companhia, Wilson Ferreira Junior. Só no primeiro semestre de 2019, 468 pessoas deixaram o quadro de funcionários, de acordo com a Eletrobras. “Além desses 468, temos 1.061 programados para saírem até abril do ano que vem”, informou.

Em apresentação dos resultados da empresa no segundo trimestre, Ferreira afirmou que o processo de capitalização da Eletrobras está em fase de retomada, e que isso já foi acertado com o presidente Jair Bolsonaro.

“É uma decisão do acionista controlador, que deu autorização para que estudos fossem aprofundados sobre eventual desestatização da Eletrobras”, disse. “A decisão é de capitalização. O que significa? Que a companhia é aberta. Vocês acompanharam a BR Distribuidora. A operação com a Eletrobras é semelhante, não igual. O governo vai lançar novas ações, e o controlador não vai acompanhar esse aumento de capital. Entrando, esse capital vai permitir zerar algumas dívidas.” A privatização da BR Distribuidora ocorreu no fim de julho, após a Petrobras vender R$ 8,6 bilhões em ações da subsidiária de postos de combustíveis.

*Estagiária sob supervisão de Rozane Oliveira

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade