Publicidade

Correio Braziliense

STF aprova orçamento de 2020 sem reajuste no salário dos ministros

Em janeiro deste ano, magistrados do Tribunal reajustaram os próprios salários em 16,4%


postado em 14/08/2019 16:16

Supremo Tribunal Federal (STF)(foto: Wallace Martins/Esp. CB/D.A Press)
Supremo Tribunal Federal (STF) (foto: Wallace Martins/Esp. CB/D.A Press)
O Supremo Tribunal Federal (STF)  aprovou orçamento de R$ 686,7 milhões em gastos para 2020. O valor foi chancelado pelos integrantes da Corte em uma reunião administrativa realizada na tarde desta quarta-feira (14/8). A proposta, que será enviada ao Congresso Nacional, não prevê reajuste de salário para os ministros.

Ainda está em discussão um novo modelo de financiamento para a TV Justiça. A ideia é dividir os custos com todos os tribunais que utilizam a grande de programação da emissora. Atualmente, apenas o Supremo custeia as operações da televisão pública.

Os ministros Celso de Mello, Cármen Lúcia e Ricardo Lewandowski não participaram da reunião administrativa. Oitos ministros que participaram do encontro não apresentaram objeções a proposta que já estava pronta, sem a previsão do aumento salarial. No final do ano passado, os magistrados do STF reajustaram as próprias remunerações em 16,38% e o valor pago neste ano atingiu R$ 39,2 mil. Na ocasião, a Corte alegou que a decisão ocorreu para repor perdas entre 2009 e 2014

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade