Publicidade

Correio Braziliense

Em discurso, Bolsonaro diz não interferir em decisões do Banco Central

Presidente voltou a falar da autonomia de Roberto Campos à frente da autarquia federal


postado em 10/10/2019 13:21 / atualizado em 10/10/2019 13:21

''Não sei se o Paulo Guedes interfere'', disse o Presidente(foto: Marcos Correa/PR)
''Não sei se o Paulo Guedes interfere'', disse o Presidente (foto: Marcos Correa/PR)
Em discurso realizado nesta quinta-feira (10/10), em São Paulo, o presidente da República, Jair Bolsonaro, voltou a falar da independência do Banco Central e afirmou que só conversa com o presidente da autoridade monetária, Roberto Campos Neto após a reunião do Comitê de Política Monetária (Copom). Para Bolsonaro, a independência do BC significa "confiança".

"Campos Neto não sentirá diferença quando houver autonomia do BC, pois já há autonomia", disse Bolsonaro para um plateia de investidores, empresários e economistas durante o Fórum de Investimentos Brasil 2019, organizado pelo governo federal, pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex) e pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

"Roberto Campos é quem fala 100% sobre o Banco Central. Não sei se o Paulo Guedes interfere, mas eu não, absolutamente nada", disse Bolsonaro, em tom de brincadeira, sob risos da plateia. "Eu só falo com Campos Neto depois do Copom. Eu não interfiro em nada."

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade