Publicidade

Correio Braziliense

Volume de serviços prestados cai 0,2% em agosto ante julho, revela IBGE

Em relação ao mesmo mês do ano passado, o índice da atividade de serviços teve um recuo ainda maior


postado em 11/10/2019 11:50 / atualizado em 11/10/2019 11:51

(foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
(foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
O setor de serviços registrou queda de 0,2% em agosto, na comparação com o mês anterior, que havia registrado alta de 0,7%. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (11/10) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

 

Em relação ao mesmo mês do ano passado, o índice da atividade de serviços teve um recuo ainda maior, de 1,4%. Já no acumulado do ano e dos últimos 12 meses imediatamente anteriores, o setor mostra avanço de 0,5% e 0,6%, respectivamente.

 

Segundo o IBGE, três segmentos do setor tiveram queda, liderados pelo grupo outros serviços, com 2,7%. Os serviços prestados às famílias recuaram 1,7%. Já as atividades de transportes, serviços auxiliares de transporte e correios caíram 0,9%.

 

Entre os grupos que mostraram crescimento, se destacam os serviços de informação e comunicação, com 0,4%, e serviços profissionais, administrativos e complementares, com 0,5%.

 

O grupo Transportes se tornará o principal componente da inflação oficial do País, superando a contribuição de Alimentação e Bebidas. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta sexta-feira, 11, a nova ponderação que servirá como base para o cálculo do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) a partir da coleta de janeiro de 2020.

 

O peso do grupo Transportes passa de 21,9527% na ponderação anterior, referente à Pesquisa de Orçamentos Familiares de 2008/2009, para uma contribuição de 20,8377% na ponderação com base na POF de 2017/2018. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade