Publicidade

Correio Braziliense

Arrecadação federal tem leve avanço e soma R$ 113,9 bilhões em setembro

A arrecadação de setembro ficou abaixo da expectativa mediana de mercado, captada pelo Prisma Fiscal da Secretaria de Política Econômica, que era de R$ 117,836 bilhões


postado em 22/10/2019 11:55 / atualizado em 22/10/2019 11:56

Os números já consideram os reajustes pela inflação(foto: Antonio Cunha/CB/D.A Press)
Os números já consideram os reajustes pela inflação (foto: Antonio Cunha/CB/D.A Press)
A arrecadação federal registrou leve variação positiva de 0,06%, se mantendo praticamente estável em setembro ante o mesmo mês do ano anterior, somando R$ 113,933 bilhões. Embora o resultado seja o melhor para o mês desde 2014, quando o valor chegou a R$ 118,829 bilhões, também é a menor variação para o ano desde março, indicando uma desaceleração no ritmo positivo de expansão. Os números já consideram os reajustes pela inflação. 

Os dados foram divulgados pela Receita Federal do Brasil (RFB) nesta terça-feira (22/10). A arrecadação de setembro ficou abaixo da expectativa mediana de mercado, captada pelo Prisma Fiscal da Secretaria de Política Econômica, que era de R$ 117,836 bilhões. 

Nos primeiros nove meses do ano, a arrecadação acumulou R$ 1,139 trilhões, também registrando o melhor volume em cinco anos. O resultado representa alta real de 2,15% em relação ao mesmo período do ano passado. Já nos últimos 12 meses, as receitas tiveram variação de 1,81%, acumulando R$ 1,522 trilhões. 

As receitas administradas pela RFB ficaram em R$ 111,523 bilhões em setembro, com alta real de 0,2% em relação ao mesmo mês de 2018. No acumulado de 2019, as receitas administradas estão em R$ 1,083 trilhões. O resultado é 1,91% maior que o acumulado no mesmo período do ano anterior. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade