Publicidade

Correio Braziliense

Comissão aprova Fábio Kanczuk para diretoria do BC; tema vai a plenário

Por 16 votos a favor e quatro contra, Kanczuk foi autorizado pelos parlamentares a assumir o posto após uma sabatina que durou cerca de quatro horas


postado em 29/10/2019 14:45

Kanczuk atuará ao lado do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, caso tenha o nome endossado pelo plenário(foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)
Kanczuk atuará ao lado do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, caso tenha o nome endossado pelo plenário (foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)
Senadores aprovaram, nesta terça (29/10), o nome do economista Fábio Kanczuk para assumir a diretoria de Política Econômica do Banco Central (BC). Por 16 votos a favor e quatro contra, Kanczuk foi autorizado pelos parlamentares a assumir o posto após uma sabatina que durou cerca de quatro horas. A indicação, agora, segue para o plenário.

Kanczuk atuará ao lado do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, caso tenha o nome endossado pelo plenário. Indicado pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, o economista respondeu a uma série de questionamentos durante sabatina dos senadores. Os temas versaram sobre a diminuição da Selic, o afrouxamento de políticas monetárias em busca de crescimento econômico e redução de juros básicos, além do cadastro positivo. 

Ainda assim, o assunto mais tratado nas perguntas foi o spread bancário — diferença entre os juros que os bancos pagam para captar recursos e os juros que cobram quando emprestam esse dinheiro. Rose de Freitas (Podemos-ES) e Elmano Férrer (Podemos-PI) também perguntaram como fazer para reduzir os juros para empresários e pessoas físicas.

Sobre o cadastro positivo, o indicado disse que ainda não houve impacto mas que o projeto pode ajudar a reduzir os juros quando se consolidar. Falou sobre o aumento da concorrência no mercado de crédito com o crescimento das fintechs (empresas de tecnologia voltadas para o mercado financeiro, um dos temas mais abordados pelo ex-diretor do BC Henrique Meirelles durante campanha presidencial, em 2018) e o barateamento do crédito.

"Alto nível"

O relator da indicação na CAE, senador Otto Alencar (PSD-BA), destacou “o alto nível de qualificação profissional e a formação acadêmica e técnica” do indicado para a diretoria do BC.

Fabio Kanczuk nasceu em 1969, em São Paulo. Graduou-se como engenheiro eletrônico no Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA), em 1991. Concluiu mestrado e doutorado em economia pela Universidade da Califórnia, em Los Angeles, nos anos de 1995 e 1998, respectivamente.

Atuou como professor da Universidade de São Paulo (1991 a 2012) e foi professor visitante na escola de negócios de Harvard (2001 a 2002) e na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (2000 a 2001), além de professor assistente na Universidade da Califórnia (1995 a 1997).

Kanczuk também foi consultor independente na Syllabus Engenharia Econômica (2014 a 2016) e sócio e economista-chefe na Brazil Warrant Gestão de Investimentos (2012 a 2014), na Reliance Asset Management (2007 a 2012) e na MCM Consultores Associados (2002 a 2007). Atuou ainda na Rosenberg & Associados. Declarou ser sócio da Syllabus.

Em 2018, foi diretor-executivo para o Brasil e outros oito países junto ao Banco Mundial, tendo sido secretário de Política Econômica no período de outubro de 2016 a setembro de 2018.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade