Publicidade

Correio Braziliense

Governo eleva projeção para o crescimento do PIB e revisa inflação de 2019

Em 2020, previsão do governo é de avanço de 2,32% na atividade econômica


postado em 07/11/2019 12:15

O aumento da confiança são um dos fatores que vão auxiliar na expansão da atividade econômica em 2020(foto: Gustavo Raniere/ASCOM/Ministério da Economia)
O aumento da confiança são um dos fatores que vão auxiliar na expansão da atividade econômica em 2020 (foto: Gustavo Raniere/ASCOM/Ministério da Economia)
O governo federal revisou para cima as projeções para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro em 2019, passando de 0,85% para 0,9%. Já a expectativa para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação oficial do país, caiu de 3,62% para 3,26%. 

Os números são do Boletim MacroFiscal da Secretaria de Política Econômica do Ministério da Economia, divulgado nesta quinta-feira (7/11). É a terceira edição do documento para este governo. Para 2020, o governo prevê um avanço de 2,32% na atividade econômica, ante a projeção anterior de 2,17%. 

De acordo com o documento, entre os fatores que vão auxiliar na expansão da atividade econômica de 2020 estão o aumento da confiança, a expansão do crédito, a redução dos juros de equilíbrio, a criação de postos de trabalho e a expectativa de aumento da produtividade. 

“A continuidade das medidas de ajuste fiscal e a aprovação das reformas em curso são fundamentais para elevar a produtividade, reduzir o misallocation e colocar a economia brasileira em um caminho de crescimento econômico sustentável com equilíbrio fiscal”, diz o texto. 

O secretário de Política Econômica do Ministério da Economia, Adolfo Sachsida, destacou que a economia brasileira passa por uma alteração na estrutura de crescimento. “O PIB do setor privado passa a puxar o crescimento econômico. Logo no começo do ano o PIB estava demorando a crescer. Agora, o que aconteceu é que abandonamos um sistema em que o governo escolhia os setores campeões para puxar a expansão econômica e o investimento passa a ir para o setor mais eficiente”, disse. Para ele, esta edição do Boletim comprova que a aprovação da previdência traria um bom ambiente de negócios. 

Trimestral

Para o PIB do 3º trimestre, a equipe econômica espera um crescimento de 0,87% em relação ao mesmo período de 2018. Já ante o trimestre anterior, a projeção é de 0,33%. 

O governo aposta que o setor agropecuário irá puxar esse avanço, com alta de 2,80% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior e expansão de 2% na comparação com o segundo trimestre de 2019. 

A expectativa é de que, no terceiro trimestre, os setores de indústria e de serviços apresentem variação positiva de 0,17% e 0,87%, respectivamente, ante o mesmo período de 2018. Já em relação ao trimestre anterior, a previsão é de avanços de 0,16% e 0,19%, respectivamente. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade