Economia

Balança comercial do ano passado registra o menor superavit desde 2015

Segundo o Ministério da Economia, o resultado se dá pelas quedas tanto no valor das exportações quanto das importações

Rafaela Gonçalves*
postado em 02/01/2020 16:11
Segundo o Ministério da Economia, o resultado se dá pelas quedas tanto no valor das exportações quanto das importaçõesA balança comercial brasileira registrou superavit de US$ 46,674 bilhões em 2019. É o pior saldo desde 2015, quando ficou em US$ 19,5 bilhões. Em comparação a 2018, quando atingiu US$ 58,033 bilhões, o indicador positivo registrou uma queda de 19,6%.

O resultado se dá quando as exportações superam as importações, a queda do desempenho ocorreu principalmente pelo recuo no desempenho das exportações em 7,5%, o equivalente a US$ 224 bilhões.

Segundo o balanço divulgado pela Secretaria de Indústria, Comércio Exterior e Serviços do Ministério da Economia, o número de importações teve queda em uma proporção menor, com redução de 3,3%, chegando a US$ 177,3 bilhões.

No caso das exportações, a redução foi puxada pelo menor valor de vendas externas de produtos manufaturados, que atingiu US$ 77,4 bilhões, US$ 8,7 bilhões abaixo de 2018 e média diária menor em 11,1%. Automóveis, autopeças, veículos de carga e plataformas para extração de petróleo estão entre as maiores reduções.

A pasta argumentou ainda que objetivo central da agenda comercial brasileira é o aumento da corrente de comércio, ou seja, do volume de exportações e importações somados.

Confira o desempenho da balança comercial nos últimos seis anos


2014
- US$ 4,153 bilhões (negativos)
2015 - US$ 19,512 bilhões
2016 - US$ 47,646 bilhões
2017 - US$ 66,989 bilhões
2018 - US$ 58,033 bilhões
2019 - US$ 46,674 bilhões


*Estagiária sob supervisão de Roberto Fonseca

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação