Economia

Salário de até R$ 23 mil em MPs estaduais

Correio Braziliense
Correio Braziliense
postado em 08/01/2020 04:05
Segundo Granjeiro, órgãos  públicos precisarão contratar servidores


Apesar do aperto financeiro de União, estados e municípios, e da falta de previsão orçamentária para concursos, alguns setores estratégicos nas três esferas e nos três poderes vão precisar abrir vagas. Levantamento do Gran Cursos Online apontou oportunidades para cargos de níveis médio e superior, em 2020, em ministérios públicos de todo o país. Os salários básicos podem chegar a R$ 11 mil e R$ 23 mil, respectivamente, sem contar benefícios. Neste momento, as previsões mais concretas são no Espírito Santo, no Pará, em Santa Catarina e em Sergipe.

De acordo com o levantamento do Gran Cursos Online, um novo concurso para a carreira de procurador do Espírito Santo está no planejamento orçamentário do estado. O MPES não faz concursos desde 2013, quando ofereceu 97 vagas para níveis médio, técnico e superior. O Ministério Público do Estado do Pará estava com o edital previsto para novembro de 2019. O certame foi adiado, mas deverá sair já no primeiro semestre de 2020. Serão 15 vagas imediatas, além de 150 para formação de cadastro de reserva. O Centro de Extensão, Treinamento e Aperfeiçoamento (Cetap) é a banca organizadora.

Um novo concurso para o Ministério Público de Contas do Estado de Santa Catarina também é aguardado em 2020. A comissão organizadora responsável por levantar as informações sobre o quadro de vagas e demais informações do edital já está formada. As oportunidades serão para o cargo de procurador de Contas e para o quadro de pessoal da instituição. O Ministério Público de Sergipe havia anunciado um certame para o segundo semestre de 2019. Por questões orçamentárias, as contratações só sairão em 2020. O MPSE não faz concurso desde 2013. A expectativa é de que as vagas sejam para níveis médio e superior.

Gabriel Granjeiro, especialista em concursos públicos e presidente do Gran Cursos Online, destaca que a máquina pública precisa funcionar e necessita de funcionários para prestar serviços à população. ;Sendo assim, não há a possibilidade de os órgãos ficarem sem contratar servidores, sejam policiais, técnicos, delegados, sejam juízes. Não vejo motivo para preocupação dos concurseiros;, afirmou.

Mesmo diante da crise, vários editais foram publicados em 2019. Em 2020, os especialistas estão de olho na seleção em diversos tribunais regionais eleitorais ; 15 ao todo no país. ;Por isso, meu conselho é que os candidatos fiquem atentos e analisem as oportunidades para não deixar passar nenhuma opção;, disse. Há também chances, de acordo com Granjeiro, nas áreas de segurança pública, arrecadação e em várias prefeituras.

Vandré Amorim, professor de direito administrativo do Gran Cursos Online ressaltou que, para começar 2020 com o pé direito, a dica é se dedicar aos estudos. ;A melhor forma para ter um planejamento de sucesso é a sinceridade. Não adianta criar um plano de estudos impossível de ser cumprido. Isso gera frustração. É preciso ser realista;, aconselhou. O melhor, segundo ele, é começar fazendo uma análise de tudo o que estudou ao longo de 2019 e considerar a possibilidade de expandir os horizontes, incluindo uma eventual mudança de cidade ou estado.

;Tente mapear seus pontos fracos, registrando, em cada disciplina, quais assuntos foram mais problemáticos e quais os mais exitosos. Com esses dados, priorize o estudo dos pontos fracos, fazendo pequenas revisões periódicas dos pontos fortes;, reforçou Amorim. (VB)

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação