Economia

Bolsonaro diz que propôs mudanças em reforma administrativa e que foi atendido

Agência Estado
postado em 27/01/2020 09:06
O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira, 27, que está estudando a reforma administrativa apresentada a ele pelo ministro Paulo Guedes e propôs alterações que estão sendo atendidas. "Estudamos, propusemos algumas alterações e não é porque eu sou presidente, não, mas elas estão sendo atendidas", disse, bem-humorado. Questionado sobre os detalhes e prioridades, respondeu que não iria adiantar as informações. "Como pode mudar, não quero que vocês falem que eu recuei", afirmou. O presidente manteve a cautela ao falar do tema e comentou que o mais importante nesse debate é a "guerra da informação". As declarações foram dadas à imprensa após discurso para cerca de 450 empresários e autoridades indianas em um hotel em Nova Délhi, onde o presidente está em missão oficial desde sexta-feira (24). No domingo, dia 26, Bolsonaro comentou que era preciso aproveitar o tempo para aprovar as reformas tributária e administrativa e indicou que poderia enviá-las juntas ao Congresso Nacional. "A reforma administrativa está praticamente pronta, falta só conversar a última palavra com o Paulo Guedes. A tributária é importante também. E tem que aproveitar, né? Porque tem eleições municipais e a partir de junho", disse. Desde sexta-feira, Bolsonaro já assinou 15 acordos comerciais, visitou o memorial do líder pacifista Mahatma Gandhi e, a convite do primeiro-ministro Narendra Modi, participou do Dia da República da Índia. O mandatário também se reuniu em visitas de Estado com integrantes do governo indiano no fim de semana. Nesta segunda, participou do seminário pela manhã e finaliza a agenda com uma visita ao Taj Mahal, localizado a cerca de 200 quilômetros de Nova Délhi.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação